Shadow of the Tomb Raider – Lara está pronta?!

As aventuras de Lara Croft tiveram um recomeço em 2013 e se naquele primeiro jogo desse novo arco Lara era uma menina sofredora, com medos e traumas em Shadow of the Tomb Raider ela está pronta para enfrentar tudo que a aguarda. Suas habilidades estão muito mais aguçadas, tanto as de sobrevivência como as físicas. Os desafios, sejam os combates ou escaladas, estão muito mais brutais e mortais e os desafios estão muito maiores. Nesse jogo temos a Lara Croft muito mais preparada.

O game chegará dublado e com legendas em português do Brasil, no dia 14 de setembro para PS4, Xbox One e PC e terá três edições: a padrão, a Croft Edition e a edição de colecionador – com uma estátua da protagonista e o passe de temporada.

Nesta nova aventura, Lara encontrará o resquício de uma antiga civilização Maia antes de sua extinção, a cidade de Paititi. E logo no início de sua jornada ela terá que arcar com as consequências de atos impensados, além é claro, de descobrir coisas do seu passado e combater a Trindade.

Assim como em Tomb Raider e em Rise of the Tomb Raider, Shadow trará muitos momentos em que a sobrevivência será o ponto alto da aventura, o que muda em relação aos dois jogos anteriores é a postura da Lara em relação aos desafios. Esqueça aquela Lara sofredora, seus choros e gritos. Tudo pelo que passou nos jogos anteriores culminaram em uma heroína forte e destemida, quase chegando ao que esperávamos. O que falta pra Lara ser aquela Lara, é a maturidade e a inconsequência da arqueóloga, que em alguns momentos fazem com que ela mais complique seu caminho do que o torne mais fácil. Nesse jogo nós conseguimos ver um lado mais pessoal da Lara.

Os combates vistos em Rise, ainda estão presentes em Shadow, mas adaptado à essa nova Lara. Estão mais brutais e privilegiando a furtividade. Os cenários foram projetados para a furtividade em combate. As habilidades de Lara podem ser evoluídas utilizando pontos ganhos no decorrer da aventura. A furtividade será muito importante, pois como é de se esperar, teremos momento em que Lara encontrará um número muito grande de inimigos e poucas áreas de cobertura, nesses momentos ir para o combate franco com certeza será a pior escolha.

Infelizmente, a questão da sobrevivência é mal aproveitada, uma vez que as principais dificuldades de Lara são contra os soldados da Trindade e, estando ela na floresta amazônica, seria muito interessante que ela enfrentasse predadores em terra como embaixo d’água. No começo do jogo até temos alguns animais que atacam nossa heroína, mas no decorrer do jogo eles acabam sendo esquecidos, o que pode ser até normal, conforme a história vai se desenvolvendo, sobra menos espaço para Lara sofrer um ataque isolado de uma fera, mas se isso ocorresse seria muito bacana.

As escaladas e Tumbas estão muito melhores que nos jogos anteriores, deixaram de ser tão óbvias e estão com desafios melhorados. As escaladas não tem mais aqueles caminhos pré definidos e com a tinta branca, fazendo com que o jogador apenas precise apertar os botões e não tenha que pensar se suas ações podem ou não complicar a vida de Lara. Em relação às tumbas, os puzzles estão muito mais interessantes, em alguns é necessário ativar uma alavanca em um local que você menos espera, executar uma escalada mortal e enfrentar inimigos para resolver o enigma.

Shadow trás uma enorme quantidade de colecionáveis e relíquias para ser encontrado no decorrer da partida, assim como visto nos jogos anteriores. Teremos também muitas missões secundárias, elas não agregarão praticamente nada na história do jogo, o que nos faz pensar se é interessante ou não fazê-las, mas se optar por fazer, você será levado à lugares novos para ser explorado e encontrar novos arquivos ou até novas tumbas.

O jogo é muito bonito em todos os seus aspectos gráficos, não chega a ser tão bom como Uncharted 4 ou God of War, mas é o mais bonito desse reboot da série e traz ambientes bem iluminados e cenários com uma estética muito bem desenhada. A floresta tem suas cores bem vibrantes, os abismos e as áreas de rios são muito detalhados. Não é a perfeição, mas é de encher os olhos.

O jogo está muito bom, mas não tão bom quanto esperávamos, exatamente pela falta de narrativa. Lara evoluiu muito e está muito mais forte e destemida, mas ainda não é a Lara que os fãs estavam esperando, ainda mais por se tratar do desfecho de uma trilogia.

Siga @Nerdssauros