Moulin Rouge – O musical para quem não gosta de musicais.

Se não for você mesmo, com certeza você conhece alguém que diz: “Ah! Eu odeio musicais!”

Realmente, esse não é um dos estilos mais fáceis! Há quem fique perdido no enredo com um monte de gente cantando parte da história e seus sentimentos a cada dois segundos na cena, mas se esse não for o ponto talvez seja o fato de não conhecermos previamente as tais músicas cantadas com tanto afinco pelos atores. É sempre mais difícil nos conectarmos com algo novo, precisamos de tempo para absorver, entender e nos identificarmos.

Foi pensando sobre esses dois aspectos que me lembrei de Moulin Rouge e como essa obra seria a mais indicada aos que não gostam muito do estilo.

Eu particularmente gosto bastante de musicais, cresci assistindo a eles na TV e mesmo assim Moulin Rouge me chamou muita atenção em três pontos.

Um: Equilíbrio!

Pela primeira vez as músicas cumpriam seu papel de complementar a história sem eliminar os diálogos. Achei equilibrado e ia diretamente contra o argumento que todos sempre utilizavam para justificar sua falta de paciência para os musicais. As músicas são bem colocadas e aparecem nos pontos essenciais para intensificar os sentimentos dos personagens.

Dois: A trilha sonora!!!

O público pode cantar e se emocionar desde o início do filme, e não por ter visto aquela montagem no teatro, ou por ter assistido milhares de vezes. Se nos musicais habituais somos surpreendidos com músicas que nunca ouvimos antes, dessa vez foi exatamente ao contrário. Praticamente TODAS AS MÚSICAS que estão no filme, já fizeram parte da vida do público. Sim, estou falando de Nirvana, The Police, Madonna, Elton John, David Bowie, entre outros. Talvez em um primeiro momento você não reconheça as canções por estarem perfeitamente encaixadas no enredo, em um novo formato, ou então, por estar em um Mashup*, mas quando você se vê cantando junto com aquelas “novas” canções, percebe que já conhecia.

Três: É uma superprodução!

O filme de 2001, com direção de Baz Luhrmann e um grande elenco como, Nicole Kidman, Ewan McGregor, John Leguizamo, Jim Broadbent e Richard Roxburgh, teve o enredo inspirado em três óperas: La bohème de Giacomo Puccini, La traviata de Giuseppe Verdi, e Orphée aux enfers de Jacques Offenbach.

Cheio de vida, liberdade, verdade, beleza e amor, com suas ambientações ricas em detalhes, interpretações viscerais, figurino impecável, dança e música apresentadas em uma de suas melhores formas e com todo um elenco muito bem escolhidos que se encaixa perfeitamente em seus personagens, Moulin Rouge conquistou seu lugar ao sol, com o público e com a crítica especializada.

Até o momento de sua indicação ao Oscar de melhor filme, o gênero musical ficou fora da disputa durante 23 anos.

Moulin Rouge é um verdadeiro e completo show!!! Você pode continuar não gostando de musicais, mas tenho certeza que essa é uma experiência que você não pode perder!

 

Premiações

  • 2012 – Oscar de melhor Direção de Arte e Melhor Figurino
  • 2012 – BFTA nas categorias melhor som e melhor ator coadjuvante para Jim Broadbent
  • 2012 – Globo de Ouro nas categorias Melhor Filme Musical/Comédia, melhor trilha original – cinema e melhor atriz em cinema comédia/musical para Nicole Kidman

Trilha sonora

  1. Nature Boy – David Bowie
  2. Lady Marmalade – Lil Kim /Christina Aguilera /Pink /Mya
  3. Because We Can – Fatboy Slim
  4. Sparkling Diamonds – Nicole Kidman / Jim Broadbent / Caroline O’Connor/ Natalie Mendonza / Lara Mulcahy
  5. Rhythm of the Night – Valeria
  6. Your Song – (Elton John) Ewan McGregor / Alessandro Safina
  7. Children of the Revolution – Gavin Friday / Bono / Maurice Seezer
  8. One Day I’ll Fly Away – Nicole Kidman
  9. Diamonds Dogs – Beck
  10. Elephant Love Medley – Ewan McGregor / Nicole Kidman / Jamie Allen / Plácido Domingo
  11. Come What May – Ewan McGregor / Nicole Kidman
  12. El tango de Roxanne – Ewan Mcgregor / Jose Feliciano / Jacek Koman
  13. Complainte de la butte – Rufus Wainwright
  14. Hindi Sad Diamonds – John Leguizamo / Nicole Kidman / Alika Yagnik
  15. Nature Boy – Massive Attack / David Bowie
  16. Your Song (instrumental – da cena Rehearsal Montage)- Craig Armstrong
  17. Sparkling Diamonds (versão original do filme) – Nicole Kidman / Jim Broadbent / Caroline O’ Connor / Natalie Mendonza / Lara Mulcahy
  18. One Day I`ll Fly Away (Tony Phillips Remix) – Nicole Kidman
  19. The Pitch (Spectacular Spectacular) (versão original do filme) – Ewan Mcgregor / John Leguizamo / Nicole Kidman / Jim Broadbent / Richard Roxburgh / Jacek Koman / Garry Macdonald / Matthew Whittet
  20. Come What May (versão original do filme) – Ewan Mcgregor / Nicole Kidman
  21. Like a Virgin (versão original do filme) – Madonna / Jim Broadbent / Richard Roxburgh / Anthony Weigh
  22. Meet Me in the Red Room (versão original do filme) – Amiel
  23. Your Song (instrumental – da cena Depois da Tempestade) – vários
  24. The Show Must Go On (versão original do filme)- Nicole Kidman / Jim Broadbent / Anthony Weigh
  25. Ascension / Nature Boy (da cena da Morte e Ascensão) – Ewan Mcgregor
  26. Bolero (versão original do filme) – Simon Standage
  27. Pride (In The Name Of Love) – U2
  28. Material Girl – Madonna
  29. Don’t Leave Me This Way – Thelma Houston
  30. I Was Made for Lovin’ You (Trecho da canção) – Paul Stanley/ Vincent Poncia/ Desmond Child.

 

(* Mashup: também conhecida com mescla-musical, é uma canção ou composição que se constrói a partir de outras duas ou mais, já existentes.)

Siga @Nerdssauros