Conheça os Clãs de Vampiro: A Máscara

A tão esperada sequência de Vampire: The Masquerade – Bloodlines está sendo produzida pela Paradox Interactive.

O jogo de 2004, baseado no RPG de mesmo nome, explora a vida noturna dos vampiros da Camarilla, uma seita composta por diferentes clãs que disputam poder entre si.

Enquanto a continuação está em desenvolvimento, vamos relembrar a história por trás do submundo de Vampiro: A Máscara.

Tradição e luta por poder

Apesar de não se entenderem muito bem, os clãs de vampiros se unem sob a Camarilla como forma de se proteger de ameaças do mundo humano e preservar sua própria humanidade através da Máscara, um conjunto.

Assim como no RPG de mesa, os vampiros precisam controlar suas ações para não se transformarem em predadores descontrolados.

Caso seu personagem mate inocentes e saia sugando o sangue de qualquer um que ver ela frente, você perde controle sobre ele, gerando um rastro de destruição no processo. Após um tempo, seu vampiro volta ao normal, mas colocando a Camarilla e seu prestígio em risco.

Sobreviver no submundo vai exigir que você faça as escolhas certas e pense bem antes de pular em cima de uma multidão para recuperar sua barra de sangue.

Além disso, cada clã vai ter suas próprias vantagens e desvantagens. Eles são linhagens de vampiros que normalmente são controladas pelos mais velhos, os anciões. Vampiros mais novos, os neófitos, precisam conquistar seu espaço dentro do clã para poder participar do jogo de poder, manipulando vampiros e mesmo humanos para suas causas.

Na primeira versão de Vampire: The Masquerade – Bloodlines é possível escolher entre qualquer um dos sete clãs da Camarilla durante a criação do seu personagem.

Essa escolha é importante para o resto da gameplay, porque define como outros vampiros veem seu personagem e qual é a melhor estratégia para resolver uma missão.

Os últimos vídeos apresentando cada clã sugerem que essa opção também estará bem presente durante a jogabilidade de Bloodlines 2. Por isso, vamos conhecer um pouco melhor sobre eles…

Os clãs de Vampiro: A Máscara

Em Vampiro: A Máscara, a Camarilla é constituída por sete clãs que tem seus próprios motivos para querer participar ou não da seita.

Como a disputa por poder costuma ser um tema frequente do RPG, alguns vampiros preferem ter sua própria rede de influencia dentro da Camarila, mesmo que isso contrarie as vontades do próprio clã.

No RPG de mesa existem também outros grupos, como o Sabá, uma seita contrária a Caramilla, mas o jogo de 2004 não chegou a dar opção de jogar com eles, sendo apenas inimigos.

Não sabemos ainda se Bloodlines 2 vai oferecer essa escolha, mas versões mais recentes de Vampiro: A Máscara já possibilitam a construção de personagens do Sabá. Enquanto esse detalhe não é anunciado, vamos ver quais são os clãs da Camarilla:

Ventrue

Ventrue Vampiro A Máscara
Ventrue

Se há um clã que se beneficia da Camarilla, esse com certeza são os Ventrue. Seus membros são antigos membros da nobreza, aristocratas cheios de dinheiro e donos de poderosas companhias.

São vampiros escolhidos justamente por serem grandes líderes e seus membros sabem bem como funciona a hierarquia dentro do clã. A única forma de subir de posição é se tornando digno por meio de seus feitos ou de sua fortuna.

Como líderes natos, eles têm poderes que envolvem dominância e resistência. Matar um vampiro deste clã é uma tarefa difícil e mesmo em momentos de calma eles tem uma presença marcante que os ajuda a influenciar humanos e mesmo outros vampiros.

Contudo, a forte disciplina dos Ventrue é também sua fraqueza. Esses vampiros têm gostos bem definidos e vão buscar vítimas específicas. Qualquer presa que não obedeça a seus exigentes critérios vai fazer com que ele passe mal, perdendo sangue ao invés de recuperar.

Toreador

Toreador Vampiro A Máscara
Toreador

Os bon vivant entre os vampiros, os Toreador são o estereótipo do vampiro sedutor e amantes da arte. Sua presença é essencial para a Camarilla, porque eles dependem da vida entre os humanos para suprir suas paixões.

Devido à sua paixão pela arte, estes vampiros costumam trazer pintores, poetas, escultores e outros visionários para compor seu clã, mas podem enjoar facilmente dos novos vampiros que eles convertem.

Devido a sua constante busca por novas experiências, o Toreador é prisioneiro de seu próprio desejo, podendo até gerar o caos em uma região para chamar atenção do vampiro que a controla.

Outro fator é que, ao ver algo que o impressione, o vampiro deste clã fica num estado de êxtase tão sublime que não é capaz de prestar atenção a mais nada. Apesar dessas fraquezas, eles são forte influenciadores e são capazes de fazer qualquer coisa para conseguirem o que querem.

Malkavian

Malkavian Vampiro a Máscara
Malkavian

O vampiro malkaviano é um ser sábio e poderoso em muitas formas, capazes de perceber detalhes que muitos não perceberiam, o que os fazem um dos vampiros mais inteligentes da Camarilla.

Contudo, ao mesmo tempo em que são seres muito inteligentes, são também muito perturbados, estando sempre à beira da insanidade.

Outra característica peculiar dos Malkavian é a conexão mental que eles partilham com outros membros do clã. Este vampiro é sempre atormentado pelas vozes de outros malkavianos numa espécie de “rede de loucura”, o principal fator que os faz ter alguma unidade como clã.

Seu comportamento estranho é tolerado pela Camarilla justamente pela capacidade de utilizar essa rede para conseguir informações importantes. Eles também têm capacidades proféticas, fazendo previsões importantes para a sobrevivência da seita.

A preferência deste clã costuma ser para pessoas que sejam como eles, inteligentes e perturbadas. Um Malkavian pode ser um gênio ou um psicopata e, normalmente, essas duas coisas andam juntas com eles.

Brujah

Brujah Vampiro A Máscara
Brujah

O clã rebelde da Camarilla é composto por idealistas e visionários políticos que sabem defender seus argumentos com palavras ou punhos. Dessa forma, eles costumam ser os vampiros com o temperamento mais explosivo, entrando em frenesi mais facilmente que membros de outros clãs.

Como grandes defensores de ideias, eles gostam de se reunir para discutir o futuro do clã, mas também gostam de fazer grandes festas com som pesado.

Pela sua natureza revolucionária, os Brujah facilmente entram em conflito com vampiros Ventrue, questionando sua autoridade na Caramilla.

Outra característica dos vampiros deste clã é que eles são bem menos criteriosos para a escolha de novos membros, mas valorizam pessoas idealistas e questionadoras como eles.

Nosferatu

Nosferatu Vampiro A Máscara
Nosferatu

Assim como o vampiro do famoso filme, os Nosferatu são vampiros deformados e repugnantes. Sua aparência faz com que eles sejam os membros que mais se escondam dos humanos.

No entanto, como estão acostumados a ficar nas sombras, são os melhores espiões de toda Camarilla. Quando um vampiro precisa urgentemente de algo, são os Nosferatu que podem recuperar ou pelo menos conseguir alguma informação preciosa que os ajude.

Eles também são bem conscientes de sua aparência, chegando a cobrar mais caro dos belos toreadores, por exemplo. Dificilmente um Nosferatu faz parte do jogo de poder da Camarilla, mas eles sabem como se fazer úteis para a seita, manipulando outros membros para seus próprios interesses.

Os novos membros Nosfeatu costumam ser de dois tipos: pessoas esquecidas pela sociedade, por um sentimento de pena e empatia, ou playboys e patricinhas, pelo simples prazer de vê-los horrorizados com a transformação.

 Gangrel

Gangrel Vampiro A Máscara
Gangrel

Enquanto os outros clãs da Camarilla buscam esconder sua natureza predatória, os Gangrel se orgulham disso e até conseguem manter alguma consciência quando entram em frenesi.

Entretanto, isso não vem sem um custo. A cada frenesi, o vampiro Gangrel ganha uma característica animal nova, como orelhas, pelos ou garras. No jogo de 2004 o personagem se transformava em uma criatura que destruía tudo em seu caminho quando atingia o frenesi.

Seu comportamento animalesco faz com que eles sejam o clã mais afastado da Camarilla, uma vez que a seita busca justamente a tradição e o controle da besta interior. Nas versões mais recentes do RPG o clã deixa de fazer parte da seita de vampiros.

O critério de escolha para novos membros é basicamente a resistência ao ataque do vampiro. Uma vítima que luta antes de ter seu sangue sugado é um potencial valioso para os Gangrel, que valorizam a sobrevivência a todo custo.

Tremere

Tremere Vampiro A Máscara
Tremere

Dentre todos os clãs mostrados aqui, este é o mais recente deles, porque sua origem vem um grupo de magos que buscavam a imortalidade. Ao descobrir sobre vampiros, o clã conseguiu uma forma de se transformar ao ingerir o sangue de um vampiro capturado.

O método para essa transformação não é conhecido pelos outros membros da Camarilla, o que faz os Tremere serem vistos com muita suspeita por outros vampiros.

Como resultado de seu passado, os Tremere são pesquisadores e intelectuais sempre em busca de novos conhecimentos que os tornem mais poderosos. Seu domínio em magia de sangue é um poder temido por muitos, visto que eles podem matar outros à distância apenas pela manipulação do sangue.

Outro fator que torna os Tremere tão temidos é sua forte hierarquia, desconhecida por outros clãs. Como os Ventrue, é uma estrutura rígida, mas rituais bem definidos. Na prática a hierarquia Tremere é uma seita dentro da seita Carmilla e quem não respeita as maiores posições é punido de acordo.

A escolha de novos membros é bem rigorosa, sendo necessária a autorização de um superior antes da transformação. Quanto à personalidade, eles preferem humanos que busquem conhecimento, são próximos do oculto e saibam controlar suas emoções.

Outros clãs

A história de Vampiro: A Máscara também é marcada por outros clãs, como os Tzimisce, os líderes do Sabá e principais inimigos da Camarilla. Além disso, há vampiros sem clã, como os Caitiff (ou Thin Blood) que não tem um vampiro senhor e não participam das tradições, sendo usados apenas como bucha de canhão durante guerras entre vampiros.

Conheça o submundo de Vampiro: A Máscara

Em Vampire: The Mascarade – Bloodlines 2 você vai poder explorar esse universo da maneira como você achar melhor. Se o jogo mantiver a mesma estrutura de clãs, cada personagem será capaz de mostrar a você uma faceta diferente do submundo vampiresco.

Para mais informações sobre o jogo, visite a página e veja os vídeos de apresentação dos clãs que já foram disponibilizadas pela Paradox Interactive.

Siga @Nerdssauros