O Mistério da Estrela: Stardust – Uma fantasia imperdível

Walter Niyama

Neil Gaiman é um dos escritores mais famosos da atualidade, seus livros são best-sellers, possui uma grande legião de fãs, suas obras são adaptadas para o cinema e para a TV, sua marca nas quadrinhos e Graphic Novels é notável, e agora que eu já fiz essa grande apresentação e elogiei sem parar o escritor que fez pontas hilárias em The Big Bang Theory e Simpsons, vamos falar de seu livro Stardust – O Mistério da Estrela. Livro que ganhou uma adaptação cinematográfica em 2007.

O livro possui algumas das características marcantes da escrita de Gaiman: a fantasia, o sombrio, uma mitologia própria, e é nessa obra que conhecemos Tristan, um jovem cheio de bondade, humildade, mas sem muita sorte. Filho bastardo de seu pai com uma moça prisioneira de uma bruxa que nunca mais foi vista, Tristan não é muito bem visto por sua madrasta e é completamente ignorado por Victoria, o amor de sua vida.

Para conseguir a mão de Victoria e provar seu amor, ele promete entrega-lhe de presente uma estrela cadente que caiu além da grande muralha que cerca sua cidade. Munido de um item mágico e pelas palavras de “boa sorte” do pai, Tristan descobrirá que a estrela cadente na verdade se trata de uma linda moça chamada Yvaine. A partir daí os dois irão encarar vários um mundo medieval com bruxas, cavaleiros, reis, magia, morte, sangue, piratas e profecias. E os perigos e infortúnios não param, afinal, Tristan não é o único atrás da estrela cadente.

A história é muito bem escrita e amarrada, com começo, meio e fim bem estabelecidos. A jornada que dura anos é bastante satisfatória ao vermos o crescimento do jovem e ingênuo Tristan e da bela e irritada Yvaine, que tudo que quer é voltar para o céu noturno ao lado de suas amigas estrelas. Além deles, todos os personagens principais são cativantes ou interessantes, sejam as bruxas ou os herdeiros do trono que almejam viver para sempre.

Apesar de todos os elementos de conto de fada, quem conhece as obras de Gaiman sabe como o que é belo pode ser sombrio e aqui não é diferente. É uma história muito mais para adultos do que para crianças, de fato.

O livro foi adaptado para os cinemas pelo diretor Matthew Vaughn, diretor de Kick Ass, X-Men: Primeira Classe e Kingsman. Apesar da fidelidade com vários elementos, pontos e personagens da trama, eventos são invertidos, desfechos modificados, o lado sombrio é reduzido, o humor é aumentado, enfim, as coisas são um pouco mais infantilizadas.

E há um maior destaque para os personagens interpretados pelos astros Robert De Niro e Michelle Pfeiffer, embora sem tirar o protagonismo de Tristan e Yvaine, interpretados respectivamente por Charlie Cox e Claire Danes, que no futuro um se tornaria o ator principal de Demolidor (Netflix) e a outra a atriz principal de Homeland.

Mas nada disso estraga a história, longe disso. O filme não é espetacular, mas é muito legal e vale a pena conferir. Gaiman mesmo reconheceu que mudanças teriam que ser feitas e que a obra teria que ser enxugada para caber num longa-metragem.

É isso, se estiver procurando por uma boa leitura, leia Stardust – O Mistério da Estrela. Você não irá se arrepender.

Colunista: Walter Niyama é estudante de jornalismo pela ESPM, dono do canal Dossiê de Livros, é autor de dois livros publicados: “O Mistério dos Suicidas” pela editora PenDragon e “Guardiões de Sonhos – As Portas dos Pesadelos” pela editora Coerência.

Siga @Nerdssauros