X-Men: Fênix Negra

O filme que deixou saudades do que poderíamos ter vivido.

Bom, como todos sabem esse é o último filme da franquia feito pela Fox, então o que esperávamos era uma conclusão para essa nova geração de mutantes, que estava em até certo ponto fazendo um bom trabalho, mas não foi bem o que houve.
O filme não foi o melhor da franquia e apenas deixou a sensação de que com mais tempo de trabalho, aprofundando o relacionamento entre os novos mutantes como a Jean Grey e Ciclope, o lado sombrio do Noturno, a Tempestade entendendo que ela é sim uma das pessoas mais poderosas desse universo, e apresentando alguns mutantes como a Kitty Prite e quem sabe até incluindo a Feiticeira Escarlate com seus verdadeiros poderes de controlar a probabilidade, essa nova saga dos X-Men poderia ser uma das melhores.
Vamos falar um pouco do filme, a história se passa algum tempo depois do filme anterior, e logo de cara já percebemos que o foco será a Jean Grey e o professor Charles Xavier. Com os acontecimentos e a batalha final contra o Apocalipse os mutantes ficaram conhecidos como aquele último recurso da humanidade para resolver grandes problemas, e isso( é claro) deixa Charles com o ego super inflado, pois ele saiu de uma pessoa perseguida pelo governo e por todos para a pessoa mais amada e importante do mundo.
Em contra partida, Magneto ganha uma ilha no meio do oceano para ali ficar e todos os mutantes que quiserem segui-lo também viver, o ponto que me deixou com a imaginação toda agitada, porque em nenhum momento se fala o nome daquele lugar mas poderia muito bem ser Genosha(um país que Magneto criou para mutantes viverem) e se fosse isso imaginem as possibilidades que poderiamos ter.
Já a Ravena e a Fera deixaram meio que implícito um romance entre os dois, mas como esse foi o último filme e para o desenrolar da história era importante mostrar isso, colocam uma cena somente para isso, outro ponto que se com mais tempo seria muito interessante de se ver nas telas.
Não quero nem tocar no ponto do império Shi’ar, uma das raças mais importantes dessa saga, foi basicamente deixada como um segundo plano, muito pouco aproveitada,a personagem de Jéssica Chastain, que foi feito tanto mistério para se saber quem era, no final foi apenas mais uma pessoa no contexto geral(mais um adendo, se tivesse pelo menos um ou dois filmes antes desse introduzindo ela a história teria bem mais sentido).
Um dos pontos fortes do longa é a forte presença feminina e como elas são apresentadas como sendo fortes e não submissa as opiniões dos demais, outro ponto forte é as lutas mostrando bem melhor as combinações de poderes entre eles e como cada um é útil na batalha.
Fênix Negra foi um filme no geral que não tem muito sentido como desfecho final da saga, deixa apenas com a sensação de o que poderia ser feito após esse filme e feito antes para se criar uma empatia com os personagens. Sentiremos saudades do que poderíamos ter vivido com esse atores e agora só podemos criar expectativas para o que a Marvel vai fazer.

Siga @Nerdssauros