Resenha do livro A lenda de Ruff Ghanor: O garoto- cabra

 Primeiramente vamos a sinopse:

“ Nos confins de uma terra governada pelo dragão Zamir, ergue-se um mosteiro. Um garoto selvagem, dotado de poderes misteriosos, é encontrado pelos monges. Seu nome é Ruff Ghanor. Treinado desde cedo pelo rigoroso prior, Ruff se encaminha para derrotar o tirano. Ruff enfrenta as forças de Zamir e precisa liderar seu povo no combate. Contudo, antes de vencer o dragão, ele descobrirá segredos sobre si mesmo e seu mundo”

 Livro é o 1º da trilogia que foi criado a partir da ideia de um NerdCast onde foi apresentado em forma de RPG, de maneira bem básica, coisas do Universo Ghanor.  Com a ideia de expandir tal história, Leonel Caldela escreve nessa saga a origem de Ruff e demais feitos antes da história do RPG em si.

O 1ª livro, mostra como Ruff é encontrado pelos clérigos assim como seu desenvolvimento para em fim poder enfrentar o seu destino: derrotar o Dragão Zamir, grande tirano que assola e aflige a humanidade desde que os dragões derrotaram o Devorador dos Mundos.

Os personagens são apresentados de forma gradual, mostrando como será sua relevância no decorrer da história. A maioria tem papeis fundamentais para o enredo colocando em destaque Áxia e Korin que acompanham Ruff até o final do livro.

Além de mostrar o crescimento de Ruff, o livro traz também explicações sobre coisas que ocorreram numa época remota ajudando o leitor a entender melhor o porquê Zamir é tão temido e da onde vem o poder dos clérigos.

O livro vem trazendo questões éticas sobre bem e mal, imortalidade e principalmente empatia. Ruff passa por muitos dilemas para concluir com excelência seu treinamento, porém as sequelas que isso deixa no caminho se refletem de formas bem variadas no decorrer da história.

“As pessoas acham que existe o bem e mal. Que os deuses definem tudo isso. Mas o mundo é como o metal, humano iludido.O metal transforma-se em ferramentas. E essas ferramentas são usadas para o bem e para o mal. Você pode forjar uma espada, e então usá-la para assassinar um orfanato cheio de crianças bonitinhas! Ou pode usá-la para derrotar um tirano. A espada é má? ou é boa?”

As cenas de ação como a batalha do mosteiro, a luta contra os demônios na montanha e a Luta final contra Zamir (e que luta meus amigos) são tão bem escritas que é possível imaginá-las perfeitamente em sua mente.

No geral é um ótimo livro principalmente para quem ama livros de fantasia com aquela pegada de RPG, pois Leonel Caldela consegue mesclar cenas de história e ação sem deixar a leitura cansativa.

 Acho que única coisa que me incomodou foi o romance criado entre Ruff e Áxia, que acredito eu não era justificativa para deixar algumas coisas ocorrerem. Acho Áxia um dos personagens mais enigmáticos do livro, e acredito eu que poderiam abordar mais ela como personagem individual do que ela ficar se apegando ao amor de Ruff pra fazer algumas coisas.

PS: ESSE LIVRO TEM UM DOS MELHORES DESFECHOS E GANCHOS PARA A CONTINUAÇÃO QUE EU JÁ VI!

Avatar

Livros, cervejas e nerdices. Me segue no insta? @mandyavanna :)

Siga @Nerdssauros