Resenha: Um Pedacinho de Chão (Elizabeth Laird)

Esse é um livro que tem como objetivo levar o leitor para uma realidade que pode ser muito diferente da dele, não só por se passar em outro país, mas pelas condições da região e que seus moradores são obrigados a ter que lidar.

Karim é um garoto árabe que vive numa região ocupada por tropas israelenses na Faixa de Gaza onde constantemente sofrem abusos dos militares e com frequência um toque de recolher instaurado sempre que há um ataque terrorista.

A autora, Elizabeth Laird, é conhecida por trabalhar com crianças em países em condições como a Palestina. Em seu livro, vemos o retrato de cenas chocantes e tocantes de algo que infelizmente ocorre ainda nos dias de hoje.

A história mostra como Karim, com seus amigos, que só querem jogar futebol em paz, vivem num lugar onde temem soldados israelenses, terroristas, e tudo mais de ruim que existe na Faixa de Gaza.

É cheio de lições e reflexões como os dois anteriores, aqui no caso tem o amigo que vai para os EUA e na visão de Karim está abandonando seu lar verdadeiro ou quando o avô o repreende por aplaudir um atentato contra judeus.

Estamos acostumados a ver a questão da Palestina como algo binário, em que temos dois lados e muitas vezes as pessoas tomam partido por um desses lados, seja qual for o motivo. O romance, no entanto, tenta apenas contar a história de um garoto em meio a tudo isso, a história não tenta impor uma moral, ou dizer qual lado está certo, muito menos tentar propor uma solução para o conflito.

Quer apenas contar a história de uma criança. Um esse garoto que só quer brincar com os amigos e jogar bola.

Colunista: Walter Niyama é formado em Jornalismo pela ESPM-SP. Além do Nerdssauros também escreve para o Converge-Jornalismo. Também é autor de três livros publicados: O Mistério dos Suicidas; Guardiões de Sonhos – As Portas dos Pesadelos; e Anos Atrás – Uma História de Santiago Valentim.

Siga @Nerdssauros